DEIXE SUA CONTRIBUÇÃO EM COMENTÁRIOS

quarta-feira, 29 de maio de 2013

AUDIÊNCIA PÚBLICA NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

AUDIÊNCIA PÚBLICA NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DISCUTE IMPACTOS DA FERROVIA CARAJAS NO MARANHÃO


Prefeitos, lideranças de áreas atingidas pela ferrovia Carajás, sociedade civil e parlamentares estiveram presentes na tarde de ontem (28), no auditório Fernando Falcão, da Assembleia Legislativa. Por meio de uma audiência pública foram discutidas ações para melhoria ambiental, social e econômica dos municípios que sofrem influência da Estrada de Ferro Carajás.



O Consórcio dos Municípios da Estrada de Ferro Carajás (Comefc) reuniu 23 municípios que sofrem com poluição sonora, mortes somadas ao longo da ferrovia, problemas respiratórios, rachaduras nas casas (ocasionadas pela passagem do trem), entre outros. A Mineradora Vale recebeu o convite para participar da audiência, entretanto apenas encaminhou uma nota informando que não se faria presente.


Cristiane Damião, Presidenta do Comefc e prefeita do município de Bom Jesus das Selvas, explicou que a luta não será individual, são 450 mil famílias que totalizam 1 milhão e 800 mil habitantes, representando 76% da malha ferroviária da Vale nesses 23 municípios.  Um povo que não irá desistir de participar e fazer valer um momento único e histórico no Maranhão, destacou.


Entre as metas estabelecidas pelo consórcio estão as compensações para os municípios atingidos. A equipe do “Justiça nos Trilhos”, também esteve presente no evento e pontuaram as principais reclamações daqueles que convivem diariamente com os impactos causados ao meio ambiente e com as comunidades que apresentam um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil.



O Deputado Birá do Pindaré, presidente da Comissão de Assuntos Econômicos da Casa Legislativa, propôs um plano de trabalho para que todos os direcionamentos sejam realizados pela equipe do Comefc, Assembleia Legislativa e “Justiça nos Trilhos”.


Com a meta de difundir a mensagem para todos os setores da sociedade, outras duas audiências estão agendadas para os próximos dias, na Câmara Federal e na Câmara Municipal de São Luís. Em defesa dos territórios atingidos, as ações estão sendo desenvolvidas exclusivamente em beneficio da população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda pessoa tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e idéias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras. Vale lembrar: a Constituição Federal brasileira de 1988 veda o anonimato.

CONHEÇA A LISTA DE CURSOS 24 HORAS, VOCÊ É MEU INDICADO PARA EFETIVAR SEU CADASTRO AQUI

Empresa Mexicana de produtos alimentícios e/ou nutricionais e naturais com a melhor e exclusiva tecnologia desenvolvida por cientistas da NASA, presente em mais de 20 paises, procura pessoas a partir dos 18 anos de idade Na Sua Cidade para érea de vendas e distribuição.


A Constituição Federal no inciso IV do artigo 5 garante a livre manifestação de pensamento mas veda o anonimato.

"A vontade de Deus nunca irá levá-lo(a) aonde a Graça de Deus não irá protegê-lo(a)."

OBRIGADO, POR SUA VALOROSA VISITA!

Oportunidades

Pesquisar neste blog