DEIXE SUA CONTRIBUÇÃO EM COMENTÁRIOS

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Ministério Público requer anulação de concurso público

MPMA requer anulação de concurso público

Certame já foi anulado duas vezes pela existência de irregularidades
O Ministério Público do Maranhão ingressou com uma Ação Civil Pública com pedido de Liminar contra a prefeitura de Buriticupu na última quinta-feira, dia 4. O objetivo da medida é garantir a anulação do concurso público realizado pelo município no dia 31 de janeiro deste ano. A anulação foi solicitada pelo promotor de Justiça Joaquim Ribeiro de Souza Junior, titular da promotoria de Justiça de Santa Luzia, que responde pela Comarca de Buriticupu.

Chegaram às mãos do promotor, antes da realização das provas, diversas cópias do gabarito que circulavam no município. De acordo com várias denúncias recebidas, os gabaritos estavam sendo vendidos por servidores públicos municipais, pelo valor de R$ 3 mil. De acordo com o Joaquim Junior, há provas documentais de vazamento e venda criminosa dos gabaritos. Também será instaurado inquérito para investigar e punir os envolvidos.

Voltado para a contratação de 150 professores de nível 1, o concurso já foi anulado judicialmente por duas vezes. As primeiras provas, realizadas em 11 de outubro, foram anuladas por irregularidades insanáveis. A segunda anulação, cujas provas aconteceram em 6 de dezembro, aconteceu porque as alternativas corretas da prova de Língua Portuguesa vieram grafadas em itálico.

De acordo com o promotor Joaquim Junior, é lamentável o transtorno causado aos candidatos, "mas o Ministério Público não pode se omitir diante de tantos indícios de fraude".
Redação: Rodrigo Freitas (CCOM-MPMA)


Fique protegido enquanto navega na Internet. Instale o Internet Explorer 8.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda pessoa tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e idéias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras. Vale lembrar: a Constituição Federal brasileira de 1988 veda o anonimato.

CONHEÇA A LISTA DE CURSOS 24 HORAS, VOCÊ É MEU INDICADO PARA EFETIVAR SEU CADASTRO AQUI

Empresa Mexicana de produtos alimentícios e/ou nutricionais e naturais com a melhor e exclusiva tecnologia desenvolvida por cientistas da NASA, presente em mais de 20 paises, procura pessoas a partir dos 18 anos de idade Na Sua Cidade para érea de vendas e distribuição.


A Constituição Federal no inciso IV do artigo 5 garante a livre manifestação de pensamento mas veda o anonimato.

"A vontade de Deus nunca irá levá-lo(a) aonde a Graça de Deus não irá protegê-lo(a)."

OBRIGADO, POR SUA VALOROSA VISITA!

Oportunidades

Pesquisar neste blog